Insatisfação corporal e o ganho de peso

Estou aqui reflexiva sobre vários assuntos que estão passando pela minha cabeça. Minha vida durante essa semana foi uma loucura, passei por uns apertos, dos quais,  graças a Deus consegui me livrar com destreza e agilidade. No final de semana, mais especificamente no sábado, encontrei uma amigona que estava sumidinha… sumidinha bem naquelas, sabe? A gente se encontra de pingadinho, uma hora aqui e outra ali, mas nunca paramos para conversar.

Não sei se cheguei a comentar com você. Estou em uma vibe de correr atrás das pessoas das quais me importo e, com ela não foi diferente, grudei no braço da mocinha e fomos caminhando pelas ruas de Campo Grande. Passeamos por diversos momentos de nossas vidas, mas logo cheguei em um ponto que considerava importante, a sua insatisfação que era bem visível. É difícil não estar se sentindo bem com algo que infelizmente você não pode mudar em um estalar de dedos, sabe? Eu, por exemplo, demoro para me acostumar com os monstros que a minha própria cabeça acaba criando para me assombrar (claro que por pressão social), mas acho que me viro bem…

Não sou mais de sofrer, mas vejo que a maioria das pessoas não sabem lidar com mudanças sobre as quais não têm controle. O ganho de peso, por exemplo, é um assunto que traz uma devastação mental, principalmente mulheres, que são cobradas o tempo inteiro… Muita gente acha que isso é mimi, mas a nossa autoestima pode interferir de ‘N’ maneiras no nosso dia a dia. Por exemplo, essa minha amiga sempre foi muito alegre, amava encher o feed do Instagram com fotos de lookinhos maneiros e coisas cotidianas que fazia. Sempre com uma exaltação pessoal característica, só que a sua presença diminuiu tanto na vida virtual, como na social, o que mais me preocupa. Isso aconteceu, pois seu corpo mudou, e ela não soube lidar com esse fato. A insegurança veio com uns quilos a mais e, isso mudou sua forma de se mostrar para o mundo. Um corpo que antes não tinha medo, hoje já não sente a tranquilidade que tinha. É engraçado como quando menos esperamos, algo vem e nos tira dos trilhos, né?! Mas é apenas uma questão de tempo para ver que não é um problema sair deles, pois aprendemos muito quando  não estamos na nossa zona de conforto…. Você só precisa saber ver as coisas de outra forma!

bodypositive

Queria que minha amiga se enxergasse da forma como a enxergo. Creio que isso não seja nada fácil, pois ao entrar nesse looping sem fim, travamos um impasse interno no qual nós somos nosso próprio inimigo. Passa a ser difícil voltar a amar o próprio corpo depois que você passa a odiá-lo. Por isso é preciso o exercício diário da autoaceitação e do amor próprio.

Nosso corpo é a nossa fortaleza. Quando mente e corpo não estão em sintonia, tudo se desequilibra. Além da infelicidade interna, existe ainda a externa proporcionada pelas pessoas. Geralmente os outros reagem às nossas mudanças de forma grotesca, com comentários desnecessários e com uma carga de negatividade imensa. Não sei se o objetivo dessas pessoas é machucar, mas se for, pare, porque isso é destrutivo!!!!

img_2943

As oscilações no nosso peso são mais uma forma de aprendermos sobre o nosso corpo, de nos autoconhecer e entender nossas singularidades. Você tem que aprender que ele só vai estar bem se você estiver. Ele é uma maquina e você é quem o controla. Não deixe que nada faça com que essa maquina enferruje, ou tenha que ir para o concerto, pois só você manda nela. Exercite o seu amor próprio, pois assim nada poderá te atingir, ou se atingir, será apenas mais um motivo para você ter certeza do quão linda você é!!!!

PS: Ajude o seu próximo, mostre que ele é lindo em sua singularidade. E se você perceber que existe uma resistência quando o assunto for aceitação corporal, não toque nele, mas apresente nuances e gestos que leve a pessoa a se abrir e se auto-entender.

Beijos e abraços, Lu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s